O poder das inflexões para falar em público

Quando se trata  falar em público com efetividade e eficiência, gosto de afirmar o seguinte:  quanto menos esforço a sua plateia fizer para compreender você, mais recompensa a sua plateia terá. Basicamente é o seguinte: quanto mais enrolado e difícil você falar, mais a plateia vai se cansar de você. Simples assim!

Eu sou Mauai, coach de comunicação comportamental e falar em público da Teatrês e neste vídeo vamos aprender sobre o que é a INFLEXÃO, um dos mais fascinantes recursos da interpretação de textos, das frases e das palavras.

Vamos definir o conceito. Inflexão é entonação, acentuação, modulação, tom, ênfase. Caramba, que coisa mais interessante, você poderá dizer! E sempre é bom exemplificar. Por exemplo. Vamos pegar a frase que falei acima > Caramba, que coisa mais interessante! Perceba como posso falar essa frase de várias maneiras.

Um > Caramba, que coisa mais interessante! Dois > Caramba, que coisa mais interessante! Ou ainda de uma terceira maneira  > Caramba, que coisa mais interessante! Fiz três inflexões diferentes para a mesma frase.

Agora vamos pensar nas palavras desta mesma frase e vamos dar diferentes inflexões, destacando cada palavra da frase. Por exemplo, vou destacar a palavra MAIS. Caramba, que coisa MAIS interessante! Agora vou destacar a palavra COISA. Fica: Caramba, que COISA mais interessante! E por fim vou destacar a palavra INTERESSANTE. Caramba, que coisa mais INTERESSANTE!

Percebeu que cada palavra teve uma inflexão específica, um destaque, uma valorização, um tom diferente, uma acentuação, uma ênfase? Quando vamos falar em público é importante pronunciar as palavras para que elas ganhem destaque.

Com as frases e palavras claramente pronunciadas, acentuadas e enfatizadas, conseguimos facilitar a compreensão das palavras pelo público, facilitando a experiência do significado das palavras. Isso promove a adesão e desperta o interesse da plateia.

Mas atenção para não se empolgar e passar da conta, tentando valorizar todas as palavras da frase e perder a naturalidade. Por exemplo: CARAMBA, QUE, COISA, MAIS, INTERESSANTE!  Até deixa de ser interessante e até fica engraçado.

Lembra que falamos que quanto menos esforço a plateia fizer para compreender você, mais recompensa a plateia terá? Pois é isso. Capriche nas inflexões,  na pronuncia, na articulação, na projeção e na acentuação das palavras e sua plateia ficará muito mais interessada no que você tem a dizer e muito mais agradecida por você facilitar a vida dela.

É isso aí. Inscreva-se em nosso canal, comente, envie suas dúvidas e até o próximo vídeo.

Comentários