[2º de 10 artigos] Como unir objetivo + conteúdo ao falar em público

Olá do Mauai. Leia meu de 10 artigos sobre a nossa metodologia Teatro Coach Oratória aplicada em nossos cursos, assessorias presenciais, online e treinamentos in company. Cadastre-se e receba em seu email. 

E já está no ar primeiro curso online Humor e riso para falar em público. Aulas gravadas – Faça o curso a hora que quiser. Aprenda colocar humor, criatividade e simpatia em suas palestras. Ótima leitura!   

Clique 1º artigo > Ao falar em público seu objetivo é seu destino

Clique 3º artigo > Como usar razão e emoção ao falar em público

Leia 2º artigo > Como unir objetivo + conteúdo ao falar em público

No primeiro artigo explorei a importância da definição do objetivo para apresentar-se em público com sucesso. Com seu objetivo definido você saberá como se preparar e como preparar sua apresentação. Com isso você terá mais confiança e segurança para levar sua plateia junto com você em direção a que? Ao seu objetivo definido.

Mire-se no seu objetivo, deixe-se guiar por ele e apresente seu conteúdo à plateia durante o curso do seu discurso. Objetivo e conteúdo, tudo a ver para gerar conexão empática cognitiva e emocional do palestrante com a plateia e da plateia com o palestrante.

Com bom humor, podemos dizer que a fórmula para a ótima apresentação é bem simples: diga sobre o que você vai falar, fale sobre o que você disse que vai falar e no final faça um resumo do que você falou.

E para começar bem a sua apresentação crie uma abertura ligada ao seu objetivo. Essa abertura já despertará a atenção e o interesse da plateia para a sua mensagem principal. E a  partir desta abertura desenvolva e apresente seus conteúdos até chegar ao final.

E aí vem a pergunta efetiva: – O que você vai apresentar de conteúdo? Resposta: você pode apresentar tudo; tudo que tenha a ver com o objetivo que você definiu; que esteja dentro do tempo que você tem para falar e que tenha relação com o conhecimento que você tem sobre as necessidades e expectativas de sua plateia.

Para melhorar o entendimento vamos voltar ao meu primeiro artigo. Nele eu disse que para definir seu objetivo uma das técnicas é pensar nos “3Dês” que podem gerar o interesse da sua plateia. São eles: as Dores, Desejos e Dúvidas da sua plateia.

Guiando-se por cada um destes “3Dês” no que dizem respeito às expectativas da sua plateia, você vai definir melhor o conteúdo que se adeque a cada um dos “3Dês”, os aspectos das necessidades também objetivas da plateia.

Por exemplo: se você definiu que, ao final da sua palestra as pessoas irão saber como seu produto/serviço pode melhorar a vida delas, então você deverá mostrar os benefícios que seu produto/serviço promovem. E aí entram fatos, exemplos, casos de sucesso, depoimentos de clientes, estimativas de resultados, entre outros argumentos de credibilidade comprovada.

Se você definiu que, ao final da sua palestra as pessoas terão sanadas as dúvidas sobre um determinado assunto, você deverá ter respostas para estas dúvidas. E aí você discorre teorias, estudos, pesquisas, fatos e opiniões de autoridades, estatísticas, entre outros argumentos de credibilidade comprovada.

Se você definiu que, ao final da sua palestra as pessoas deverão se engajar num movimento pela democracia, você deverá apresentar conteúdo que explore que o regime democrático valoriza a liberdade, o desenvolvimento e evita os males das ditaduras. E aí você discorre sobre fatos, histórias de guerra, vítimas, mortes, torturas, entre outros argumentos de credibilidade comprovada.

Note que, para cada objetivo temos um suporte de conteúdos, conhecimentos e  argumentações que devem dar credibilidade à afirmação objetiva que o palestrante definiu.

São estas argumentações fundamentadas, com apelo e força de convencimento e de persuasão que irão determinar a credibilidade e a autoridade do palestrante para gerar a confiança da plateia em sua pessoa e em sua apresentação.

Quero reforçar a importância da palavra “autoridade” porque atualmente, seja em palestras ao vivo ou em vídeos na internet, a “autoridade” do palestrante ou do profissional se conquista pela produção, seleção e apresentação de conteúdos de qualidade.

Sendo assim, a partir do objetivo definido, conhecendo o máximo possível sobre sua plateia, o palestrante deve selecionar conteúdos que atendam às expectativas, necessidades, experiências e cultura de sua plateia.

E tudo começa e termina com o objetivo definido antecipadamente. Espero que tenha apreciado este conteúdo.

Abraço do Mauai

Curso online Humor e Riso para falar em público – Promoção de lançamento! 

Aprenda como fazer palestras com estilo e autenticidade criativa e empática!

Comentários